My Menu

Image Map

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Um relato de Dor e Fracasso

É triste você chegar a meia idade e perceber que não adquiriu nada na vida, mesmo sendo uma pessoa inteligente não progrediu na vida, nem financeiramente, nem afetivamente. Viver uma vida simplória, uma vida, vivida pela metade. E ainda sofrer com o preconceito das pessoas que acham que porque você tem mais de 40 anos e não se casou e está desempregado é menos humano e menos merecedor de respeito do que elas. Por ter transtorno de humor e depressão, que são consideradas doenças mentais ser taxado de retardado mental e outras coisas do tipo mesmo sabendo que seu QI está acima da média. E ser excluído, tratado como anormal, posto literalmente de lado, pois a sociedade não te trata nem como deficiente, facilitando sua vida, nem como um igual, respeitando seu espaço. Um eleitor, trabalhador e pagante de impostos como todos. É oprimido e relegado ao azar do destino. E então, ficam todos consternados e espantados com os suicidas. Mas pera aí a sociedade não tem culpa alguma com a infelicidade e sofrimento daqueles que perderam o gosto, pela vida? Pare e pense;
Será que aquela pisada no coração daqueles mais frágeis, não magoa muito mais a eles em proporções que você não pode definir, que a ti que não sofre de depressão. Então porque ser tão cruéis, tão rudes. De que adianta irem a igrejas orar e se dizerem seguidores de Cristo Jesus se não procuram seguir seus ensinamentos e amar o próximo. Sim! Porque o seu próximo pode ser aquele esquisito, que você não gosta porque não sabe se vestir, porque é gordo ou gay ou porque sofre algum trastorno mental.
Ainda a maioria das pessoas hoje tende a confundir Psicopatia com outros transtornos mentais. Sendo que um psicopata é desprovido de sentimentos, frio e calculista. Enquanto que quem sofre de bipolaridade, depressão ou até esquizofrenia são pessoas cheias de sentimento e paixão, frágeis que não fazem mal, que não seja a si mesmos, agindo muitas vezes de forma agressiva para parecerem fortes e se protegerem da crueldade da pessoas pseudo normais. Sim! Você pode dizer, não. Mas eu não sou louco! Como costumam taxar de maneira chula os doentes mentais. Mas sim é! Todos tem alguma mania por pequena que seja. Porque hoje, nos dias em que vivemos a sociedade está enferma, embriagada em sua soberba. Olhe a sua volta! E veja quantas mortes por assassinato e suicídios ocorrem todos os dias. E é só o acaso por conta da criminalidade? Mas quem são essas pessoas que matam, nos crimes passionais? E principalmente no nosso caso os suicidas.
Suicidas são pessoas se sentindo fracassadas por que a sociedade firmou o que é sucesso. E todos os dias através das mídias impõe seu legado de consumo e ostentação. E quem não faz parte disso é um fracassado.
Então eu sou um fracassado. Eu que passado os 40 anos não me casei não tenho filhos e nada construí para marcar meu nome, que não posso ostentar, que não tenho afetividade de alguém. Sou um perdedor! Não é assim que se diz? `Pois estou relegado de amar e ser amado, nem mereço porque assim foi estabelecido, que só as pessoas "normais" e bem sucedidas, tem esse direito! E pessoas na minha situação, estão nessa vida pra servir e serem tratados como uma subespécie. É sim uma sociedade Cristã e de homens, que amam seu próximo. Triste!




Lojinha Zoran

Aviso

Quando você assistir vídeos, das barras de vídeo, role a barra de rolagem para cima, para achar o vídeo selecionado. Grato!

De Olho na Tela

Loading...